domingo, 28 de maio de 2017

The Definition of Love - Andrew Marvell

       











The Definition of Love - Andrew Marvell

My love is of a birth as rare
As ’tis for object strange and high;
It was begotten by Despair
Upon Impossibility.

Magnanimous Despair alone
Could show me so divine a thing
Where feeble Hope could ne’er have flown,
But vainly flapp’d its tinsel wing.

And yet I quickly might arrive
Where my extended soul is fixt,
But Fate does iron wedges drive,
And always crowds itself betwixt.

For Fate with jealous eye does see
Two perfect loves, nor lets them close;
Their union would her ruin be,
And her tyrannic pow’r depose.

And therefore her decrees of steel
Us as the distant poles have plac’d,
(Though love’s whole world on us doth wheel)
Not by themselves to be embrac’d;

Unless the giddy heaven fall,
And earth some new convulsion tear;
And, us to join, the world should all
Be cramp’d into a planisphere.

As lines, so loves oblique may well
Themselves in every angle greet;
But ours so truly parallel,
Though infinite, can never meet.

Therefore the love which us doth bind,
But Fate so enviously debars,
Is the conjunction of the mind,
And opposition of the stars.






If I Should Die Benjamin King
Ode on a Grecian Urn John Keats
On a Favorite Cat, Drowned in a Tub of Gold-fishes Thomas Gray
Peter Quince at the Clavier Wallace Stevens
Porphyria’s Lover Robert Browning
A Prayer for my Daughter William Butler Yeats
The Rainbow William Wordsworth
Richard Corey Edwin Arlington Robinson
Strange Meeting Wilfred Owen
Tommy Rudyard Kipling
Ulysses and the Siren Samuel Daniel
Ulysses Alfred, Lord Tennyson
Waiting John Burroughs
The Yak Hilaire Belloc








Bed in Summer - Robert Louis Stevenson

In winter I get up at night
And dress by yellow candle-light.
In summer, quite the other way,
I have to go to bed by day.

I have to go to bed and see
The birds still hopping on the tree,
Or hear the grown-up people's feet
Still going past me in the street.

And does it not seem hard to you,
When all the sky is clear and blue,
And I should like so much to play,
To have to go to bed by day?






Casey At The Bat Ernest Lawrence Thayer








Ah, Are You Digging on My Grave? - Thomas Hardy

"Ah, are you digging on my grave,
            My loved one? — planting rue?"
— "No: yesterday he went to wed
One of the brightest wealth has bred.
'It cannot hurt her now,' he said,
            'That I should not be true.'"

"Then who is digging on my grave,
            My nearest dearest kin?"
— "Ah, no: they sit and think, 'What use!
What good will planting flowers produce?
No tendance of her mound can loose
            Her spirit from Death's gin.'"

"But someone digs upon my grave?
            My enemy? — prodding sly?"
— "Nay: when she heard you had passed the Gate
That shuts on all flesh soon or late,
She thought you no more worth her hate,
            And cares not where you lie.

"Then, who is digging on my grave?
            Say — since I have not guessed!"
— "O it is I, my mistress dear,
Your little dog , who still lives near,
And much I hope my movements here
            Have not disturbed your rest?"

"Ah yes! You dig upon my grave…
            Why flashed it not to me
That one true heart was left behind!
What feeling do we ever find
To equal among human kind
            A dog's fidelity!"

"Mistress, I dug upon your grave
            To bury a bone, in case
I should be hungry near this spot
When passing on my daily trot.
I am sorry, but I quite forgot
            It was your resting place."

Ah, Are You Digging on My Grave? - Thomas Hardy  - Tradução em Português

"Ah, você está cavando em minha sepultura,
            Meu amado? - plantar rue? "
- "Não: ontem ele foi casar
Uma das riquezas mais brilhantes tem crescido.
"Não pode machucá-la agora", disse ele,
            - Que eu não deveria ser verdade.

"Então quem está cavando em minha sepultura,
            Meu parente mais próximo?
- "Ah, não: eles se sentam e pensam:" Que uso!
Que bom plantar flores produzir?
Nenhuma tendência de seu montículo pode perder
            Seu espírito do gim da Morte. "

- Mas alguém cava em meu túmulo?
            Meu inimigo? - insinuando maliciosamente?
- "Não: quando ela ouviu que você tinha passado o Portão
Isso fecha em toda a carne logo ou tarde,
Ela pensou que você não mais vale seu ódio,
            E não se importa onde você mente.

"Então, quem está cavando em minha sepultura?
            Diga - desde que eu não tenha adivinhado! "
- "Eu sou, minha querida querida,
Seu cãozinho, que ainda vive perto,
E muito espero que meus movimentos aqui
            Não perturbou o seu repouso?

"Ah, sim, você cava em meu túmulo ...
            Por que não me mostrou isso?
Esse verdadeiro coração foi deixado para trás!
Que sentimento encontramos
Igualar entre seres humanos
            A fidelidade de um cão! "

"Senhora, eu cavei em seu túmulo
            Para enterrar um osso, caso
Eu deveria estar com fome perto deste ponto
Ao passar no meu trote diário.
Me desculpe, mas eu esqueci
            Era seu lugar de repouso.



Ah, Are You Digging on My Grave? - Thomas Hardy  - La traducción en español

"Ah, ¿estás cavando en mi tumba,
            ¿Mi amada? ¿Plantar rue?
- "No: ayer fue a casarse
Una de las riquezas más brillantes ha surgido.
-No puede hacerle daño ahora -dijo,
            "Que no debería ser verdad".

"Entonces, ¿quién está cavando en mi tumba,
            ¿Mi pariente más cercano?
- "Ah, no: se sientan y piensan:" ¡Qué uso!
¿Qué bien producirán las flores de siembra?
Ninguna tendencia de su montículo puede perder
            Su espíritu de la ginebra de la muerte. "

-¿Pero alguien cava sobre mi tumba?
            ¿Mi enemigo? - ¿Qué es eso?
- "No: cuando oyó que habías pasado la Puerta
Eso se cierra en toda carne pronto o tarde,
Ella pensó que no valía más su odio,
            Y no te importa dónde mientes.

"Entonces, ¿quién está cavando en mi tumba?
            Diga ... ¡ya que no lo he adivinado!
- "Yo soy, querida mi querida,
Su pequeño perro, que todavía vive cerca,
Y mucho espero mis movimientos aquí
            ¿No has molestado tu descanso?

"¡Ah, sí, caváis sobre mi tumba!
            ¿Por qué no me lo mostró?
Ese único corazón verdadero quedó atrás!
¿Qué sentimiento encontramos alguna vez
Igualar entre la clase humana
            ¡La fidelidad de un perro!

"Señora, cavé en tu tumba
            Enterrar un hueso, en el caso
Tengo hambre cerca de este lugar
Al pasar mi trote diario.
Lo siento, pero me olvidé
            Era tu lugar de descanso.






A-Sitting on a Gate Lewis Carroll




Address to a Haggis Robert Burns



Short Poetry Collection 013




Conteúdo completo disponível em:






Links:


Bad And Boujee - Migos Featuring Lil Uzi Vert

There's Nothing Holdin' Me Back - Shawn Mendes

Unforgettable - French Montana Featuring Swae Lee

DNA. - Kendrick Lamar

I'm The One - DJ Khaled Featuring Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper & Lil Wayne

Body Like A Back Road - Sam Hunt

Malibu - Miley Cyrus

Bacias hidrográficas do estado de São Paulo

Bacias hidrográficas - São Paulo - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Prédios mais altos do mundo

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

Santa Catarina - Conheça seu Estado (História e Geografia)

O espaço geográfico e sua organização

A organização do espaço geográfico brasileiro

Grandes Esperanças - Charles Dickens - PDF

O Alienista PDF

Just Go #JustGo - Viagem Volta ao Mundo

Boa Vista - Roraima RR - Brasil

Aldeia Tuyuka - Manaus - Amazonas AM - Brasil

Planta - Atividades Educativas para crianças

Idade das Religões - Religião História

Mato Grosso do Sul - Conheça seu Estado (História e Geografia)

Atividades extrativistas do Mato Grosso do Sul

Quincas Borba

Dom Casmurro

Esaú e Jacó

Salmos

Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

O VERGALHO

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Sanderlei Silveira

Lista de BLOGs by Sanderlei Silveira



Young Night Thought - Robert Louis Stevenson - Poetry, Poem

El Amante - Nicky Jam - Letras Musica - Tradução em Português

Conjuntura Macroeconômica Semanal

The Cold Heaven - William Butler Yeats

As festas populares em Santa Catarina SC

Áreas de preservação no estado de São Paulo SP

Os símbolos do estado do Rio de Janeiro RJ

A Guerra do Contestado PR

Pantanal – Patrimônio Natural da Humanidade MS

Assalto - Carlos Drummond de Andrade

Amor é fogo que arde sem se ver - Poesia

O navio negreiro - Poesia

Mitologia Grega

Antífona - Poema, Poesia

Ursa Maior - Macunaíma - Mário de Andrade

Salmos - Capítulo 22 - Bíblia Online

Mercado Municipal Adolpho Lisboa - Manaus - Amazonas AM - Brasil

Mein Kampf PDF

Romeo and Juliet - William Shakespeare - AudioBook

Budismo moderno

The Second Coming - William Butler Yeats

The Road Not Taken - Robert Frost

Ozymandias - Percy Bysshe Shelley

Curso de Espanhol Online - Gratis e Completo

Curso de Inglês - Gratis e Completo

Crônica dos burros - Machado de Assis

Religion - Ancient History

Lição de Botânica - Teatro - Machado de Assis

A Conselho do Marido - Contos - Artur de Azevedo

A História do Cachorro dos Mortos - Leandro Gomes de Barros

Flor da Mocidade - Poesia - Machado de Assis

Adão e Eva no Paraíso - Contos de Eça de Queirós

Diva - José de Alencar - Audiobook

Educação Infantil - Nível 1 (crianças entre 4 a 6 anos)

Educação Infantil - Nível 2 (crianças entre 5 a 7 anos)

Educação Infantil - Nível 3 (crianças entre 6 a 8 anos)

Educação Infantil - Nível 4 (crianças entre 7 a 9 anos)

Educação Infantil - Nível 5 (crianças entre 8 a 10 anos)

Educação Infantil - Nível 6 (crianças entre 9 a 11 anos)

Euclides da Cunha - Os Sertões (Áudio Livro)

Historia en 1 Minuto

Lima Barreto - Contos (Áudio Livro - Audiobook)

Livros em PDF para Download (Domínio Público) - Sanderlei

A Mão e a Luva - Machado de Assis

Crônica - Machado de Assis

Dom Casmurro - Machado de Assis

Esaú e Jacó - Machado de Assis

Helena - Machado de Assis

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

Papéis Avulsos - Machado de Assis

Quincas Borba - Machado de Assis

O Diário de Anne Frank


Nenhum comentário:

Postar um comentário